Cyrela fecha seu primeiro negócio usando blockchain

A Cyrela fechou, em parceria com a startup Growth Tech, a primeira operação imobiliária do Brasil por meio do sistema de registro de operações digitais blockchain. A Growth Tech é proprietária do projeto Notary Ledgers, que possibilita solicitação e acompanhamento de serviços de cartório em ambiente virtual e utiliza o IBM Blockchain, da IBM Brasil.

Segundo a diretora jurídica da Cyrela, Rafaella Carvalho, enquanto no processo tradicional, o prazo de escritura, lavradura e registro de imóveis leva quase um mês, no modelo por meio da plataforma, foi possível realizar todas as etapas em 20 minutos. Para marcar o início do uso da tecnologia, a cliente escolhida pela Cyrela, representantes da incorporadora e dos cartórios de Ofícios e Notas, e de Registro de Imóveis foram reunidos no mesmo local, mas cada parte poderá estar em lugar diferente e utilizar a plataforma.

Embora realizada com o sistema de registro de operações digitais, o processo foi um “espelho da operação física”, de acordo com Rafaella. Quando houver regulamentação para que os cartórios possam atuar, de fato, por meio da tecnologia, será possível acelerar o repasse dos recebíveis dos clientes para os bancos e, consequentemente, a geração de caixa. Para os clientes, o recebimento das chaves ocorrerá mais rapidamente. Isso tende a ocorrer no médio prazo, segundo a executiva.

Será possível também oferecer o processo de venda completo para uma pessoa que está fora do país, sem a necessidade de procurador.

A Cyrela espera utilizar, a partir de 2020, a tecnologia em contratos particulares, como promessas de compra e venda. “Se a regulamentação avançar, teremos o ciclo todo”, afirma a executiva.