Digitalização x Digitização

Digitização – essa palavra que soa estranha, não é? Mas este termo existe e tem um significado bem diferente de “digitalização”, palavra que já está totalmente incorporada em nosso vocabulário. 

É importante conhecer o termo, por que muito além de um novo significado, ela traz novas possibilidades para diversos tipos de mercados.

Vamos primeiro esclarecer o que é o processo de digitalização. Neste caso, itens do mundo real – como contratos – passam por uma transformação e se tornam digitais. Neste caso, temos um cenário híbrido – papel e digital.

Já no processo de digitização, os itens já nascem digitais. A partir de plataformas tecnológicas, os documentos são criados digitalmente. 

Isso pode parecer uma diferença banal, no entanto o processo de digitização vai muito além de ter um documento digital. Ele tem o potencial de abrir novas oportunidades, modificar estruturas e até disruptar mercados. 

A PWC realizou uma pesquisa em 2016 onde analisou a digitização como vantagem competitiva. Eles avaliam que a digitização levará a grandes saltos de desempenho, oferecendo ganhos simultâneos de eficiência, receita e custos, sem ter que optar por apenas um deles.

A digitização também poderá trazer relações mais profundas com os consumidores, que estão cada vez mais no centro das mudanças das cadeias de valor de produtos e serviços. 

A Growth Tech, em 6 anos de existência, tem realizado diversos projetos que permitem a digitização de processos complexos – como processos cartorários e transações imobiliárias. Por aqui nós já realizamos as primeiras transações imobiliárias totalmente digitais no Brasil, com registro em Blockchain, assim como fomos pioneiros em registros de nascimento e de união civil de forma digital.